Geral | 24/01/2014 12h22 - Atualizado em 24/01/2014 16h07

Delegado faz cirurgia de mudança de sexo e pode assumir posto na Defesa da Mulher, em Goiás


Mudar o tamanho da letra: A+ A-

Delegado faz cirurgia de mudança de sexo e pode assumir posto na Defesa da Mulher, em Goiás
No final do ano passado, Laura publicou fotos do novo visual no Facebook Foto: Arquivo Pessoal / Facebook

Desde o final de outubro Laura já exibia o novo visual nas redes sociais, contrastando com a imagem pública do então delegado Thiago

Uma cirurgia de mudança de sexo, realizada na Tailândia, é o assunto do momento nos bastidores da segurança pública de Goiás. Há cerca de seis meses, um delegado de Polícia Civil entrou de licença médica, viajou até a Ásia, onde submeteu-se à mudança de sexo, da qual ainda se restabelece. Em fevereiro, quando deverá voltar ao posto, no lugar do delegado Thiago de Castro Teixeira, quem assumirá será a delegada Laura de Castro Teixeira.

E Laura reassumirá com a possibilidade de lotação na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (Deam) Central de Goiânia, onde a titular, Ana Elisa Gomes Martins, carente de reforço, garante uma boa recepção. "Se ela vier, será recebida com profissionalismo e para atender uma grande demanda de um público carente", informa a delegada Ana Elisa, que chefia uma especializada com três delegadas adjuntas e quatro plantonistas, todas sobrecarregadas pela violência contra a mulher.

A mudança de nome de Thiago para Laura foi autorizada pela Justiça e por isso o novo registro civil do delegado passou a ser do sexo feminino. No Facebook, desde o final de outubro, Laura já exibia o novo visual, contrastando bastante com a imagem pública do então delegado Thiago, geralmente usando terno, camisa de mangas compridas e outras peças todas do vestuário masculino.

Na foto mais recente, postada em 13 de dezembro, a delegada aparece com o rosto maquiado e vestida com a camiseta preta padrão com o timbre da Polícia Civil, muito utilizada pelos policiais da corporação durante operações. Os cabelos longos e bem escovados nem de longe lembram as madeixas desalinhadas e amarradas, geralmente em um rabo de cavalo, mantidas presas sempre que concedia entrevistas sobre casos policiais.

A história foi revelada nesta quinta-feira, 23, pelo jornal Diário da Manhã (DM), que dá como certa a posse dela como delegada da Mulher de Goiânia. A reportagem mostrou a surpresa de alguns ex-colegas de trabalho com as mudanças feitas por Thiago. "O delegado era implacável em ações que exigiam demonstração de ''macheza'' e sua conduta era de um homem que exalava testosterona, não de um indivíduo que pudesse mudar de sexo e vir a se tornar uma figura feminina", declarou um escrivão ouvido.

Policial tido como sério, com atuação firme nas operações de combate à criminalidade promovidas pela Polícia Civil, onde ingressou há cerca de quatro anos, Thiago foi delegado titular das cidades de Trindade e Senador Canedo, ambas na região Metropolitana de Goiânia. Também atuou como coordenador do grupo especial de repressão a narcóticos (Genarc) da cidade de Porangatu, no Norte de Goiás.

Outros detalhes pessoais sobre a vida do policial que vieram a público com a mudança de sexo, dizem respeito ao passado de Thiago, que foi casado e tem dois filhos.

À reportagem, uma fonte da Polícia em Goiânia informou, solicitando o anonimato, que a mudança de sexo "não foi uma surpresa de agora, já que a licença e a viagem à Tailândia eram sabidas de algumas pessoas há alguns meses". A fonte sinalizou que, nos bastidores da corporação, a condição do delegado era conhecida, "mas não comentada amplamente, inclusive porque ele tem uma atuação linha dura".

O caso é tratado com cuidados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). A assessoria de imprensa da Polícia Civil evitou informar os contatos da delegada Laura. Segundo a assessoria, o diretor geral da PC, delegado João Carlos Gorski, não comentará o caso, justificando se tratar de assunto pessoal "que não afetará em nada a parte administrativa" do cargo exercido pela delegada, já que houve autorização judicial para a mudança de nome. Ainda segundo a assessoria, não há definição - por enquanto - sobre a próxima lotação de Laura, indicando que não está confirmada ou descartada uma atuação como delegada da mulher.

Na Delegacia da Mulher, tradicionalmente, a maior parte dos postos de delegados é ocupada por mulheres, mas algumas vezes já foram ocupados por homens. Na Especializada, homossexuais homens, como travestis, não são atendidos. O atendimento é exclusivo para mulheres, entre as quais lésbicas vítimas de violência. 

Estadão 

  • Imprimir
  • Entre em contato
  • Enviar por e-mail
  • Comentários
0 comentários
Entre em contato
enviar para o e-mail
0 comentários


MAIS PUBLICAÇÕES


Bcão – Município terá uma Faculdade Particular

O prefeito de Barracão, Marco Aurélio Zandoná, participou de uma sessão extraordinária, na última quinta-feira (26), quando foi apresentado aos vereadores um projeto de lei, autorizando a doação de um terreno de 30.000 m², no Bairro Jardim Vale do Capanema, para a construção de uma institu

SMO- Escolas Estaduais voltam a receber alimentos para merenda

Alunos das escolas estaduais de São Miguel do Oeste estavam sem merenda há dois dias Por causa da manifestação dos caminhoneiros, as escolas estaduais de São Miguel, estava sem receber os alimentos há mais de 10 dias. Não conseguindo manter o cardápio da merenda, as escolas tiveram que su

Estado islâmico atira jovem gay de prédio

O jovem foi atirado do prédio, com os olhos vendados enquanto uma multidão estava aos gritos, disputando uma visão melhor da execução  O Estado Islâmico continua com suas ações para dominar a Síria. As imagens publicadas no Twitter do “Raqqa”, um grupo que deseja provar ao mun

Deflagradas ações para enfrentar violência contra a mulher em SC

32 comarcas do estado já aderiram ao mutirão Durante o mês de março, serão realizadas ações de enfrentamento à violência contra mulher deflagradas pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). Os eventos são promovidos pela Coordenadoria de Execução Penal e Violência Doméstica contra

Indenizações pagas pelo seguro Dpvat sobem 20% em 2014

88% dos registros por morte indenizados em 2014 envolveram motos No ano passado, o número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (Dpvat) foi 20% maior que o de 2013, passando de 633 mil pessoas atendidas para 763 mil. Das i

Santa Catarina registra 322 casos de dengue em 2015

Na cidade de Itajaí estão concentrados a maioria dos casos, que já somam 276 Santa Catarina registra 322 casos confirmados de dengue em 2015, segundo aponta os últimos dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), divulgados nesta quarta-feira.  Outros 332 ainda estão em anális

STF decide extinguir pena de Genoino com base em decreto de Dilma

Petista foi condenado a 4 anos e 8 meses no julgamento do mensalão O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (04) extinguir a pena do ex-deputado federal José Genoino (PT), condenado no julgamento do mensalão, com base no decreto de indulto de Natal editado p


HORÓSCOPO



MERCADO FINANCEIRO


Moedas Bolsas
  • Dólar Comercial Carregando...
    Dólar Paralelo Carregando...
    Euro Carregando...


OFERTAS DO PORTAL


12345


FANPAGE




AGENDA DE EVENTOS


1



CENTRAL DE ATENDIMENTO
+55 49 3644.4443
+55 49 3621.4806


Siga-nos:FacebookTwitter