Notícias

Casal preso em chácara de Guarujá do Sul traficava principalmente cocaína

Droga era comprada em Dionísio Cerqueira e Barracão principalmente, houve o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na propriedade dia 30 de maio

Casal preso em chácara de Guarujá do Sul traficava principalmente cocaína
O Casal preso em chácara de Guarujá do Sul traficava principalmente cocaína. O detalhe da investigação, que resultou na prisão dos dois na semana passada, foi divulgado pelo delegado de Polícia Civil, Sandro Zancanaro.
 
De acordo com ele, a apuração sobre a comercialização de drogas na chácara e em sistema delivery nas cidades da região, bem como, a promoção de festas para angariar novos clientes na chácara em que moravam, vem sendo feita há alguns meses.
 
Primeiro, após a coleta de provas dos crimes e da compra da droga em Dionísio Cerqueira e Barracão principalmente, houve o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na propriedade dia 30 de maio.
 
Contudo, ainda assim, o casal continuou a desenvolver as atividades criminosas e, por isso, houve representação da polícia ao judiciário solicitando a prisão preventiva dos dois, que traficavam especialmente cocaína.
“É uma droga muito prejudicial e impressionante que também é uma droga cara. A bucha mais simples, que não pesa nem um grama - e de péssima qualidade -, custa em torno de 50 reais. As de boa qualidade podem chegar a 100 até 200 reais o grama”, comenta o delegado.
 
Segundo Zancanaro, os possíveis fornecedores de droga ao casal de traficantes, que já tinha passagens pela polícia relacionadas ao tráfico de drogas, já foram identificados e estão sendo alvo de investigação.
“Via de regra, as drogas eram adquiridas em Dionísio Cerqueira e Barracão, mas não somente lá. Quase diariamente eles seguiam para essas cidades buscando 200 a 400 reais em drogas, sendo que em feriadões e dias de maior movimento, o valor comprado era maior”, relata a autoridade policial.
 
Além dos fornecedores do entorpecente, de pessoas utilizadas para auxiliar no tráfico, o delegado frisa que os usuários de drogas identificados estão sendo chamados para prestar depoimento. A intenção é listar todos os envolvidos na conclusão do inquérito.
 
O delegado lembra que os usuários também são responsabilizados pelo enquadramento na Lei de Drogas. “Não vai para a cadeia, mas tem que participar de cursos e prestar serviços comunitários. Tem que arcar com esse hábito que traz tanto malefício para sociedade”, enfatiza Zancanaro ao completar que o uso de drogas está envolto em violências que vão além dos prejuízos ao corpo do usuário e atingem até mesmo pessoas inocentes.
 
DENÚNCIA
 
A solicitação é que as pessoas sempre denunciem pelo Disque Denúncia 181 da Polícia Civil ou pelo 190 da Polícia Militar pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas ou outros crimes.

Fonte: Rádio Integração 
 
----------------------

Envie sua sugestão de conteúdo para a redação:
Whatsapp Business PORTAL SMO NOTÍCIAS (49) 9.9979-0446 / (49) 3621-4806

Cotações

Dólar Americano/Real Brasileiro

R$ 5,20

Dólar Americano/Real Brasileiro Turismo

R$ 5,62

Dólar Canadense/Real Brasileiro

R$ 4,17

Libra Esterlina/Real Brasileiro

R$ 7,22

Peso Argentino/Real Brasileiro

R$ 0,05

Bitcoin/Real Brasileiro

R$ 205,00

Litecoin/Real Brasileiro

R$ 729,98

Euro/Real Brasileiro

R$ 6,16

Clima

Publicidade Interna Lateral Pequeno