Notícias

“Que a alegria da gente (2024) seja um rolo compressor em cima do silêncio”

A frase, extraída de uma música de Guilherme Arantes, faz parte do comentário sobre o próximo ano na coluna de Roger Brunetto de hoje. O graduado em Jornalismo e Direito, entre outros assuntos, também aborda a procrastinação e opina sobre os R$ 100 milhões que a Câmara dos Deputados aprovou para reformar 48 apartamentos dos próprios parlamentares. Outro destaque é que um estudo comprava que 73% dos estudantes brasileiros de 15 anos de idade não têm conhecimentos básicos em matemática. E metade não consegue interpretar um texto. E tem muito mais

“Que a alegria da gente (2024) seja um rolo compressor em cima do silêncio”
Foto: Antônio e Josi, juntamente com seus filhos, Leonardo e Luccas. Existem pessoas especiais. E as mais que especiais. É o caso de Antônio Souza e sua esposa Josene Franceschi. Entre as melhores coisas que me aconteceram em 2023 foi fortificar minha amizade com ele e ter conhecido ela. Quem me conhece sabe que bajulação não é comigo. O que digo é sincero. É o que sinto. É de coração

Essa coluna é uma produção independente e não representa a opinião do veículo de comunicação

 

PROCRASTINAÇÃO I

Na opinião da psicóloga, escritora e youtuber, Marinalva Callegario, o que faz inúmeras pessoas procrastinar é o ego, a vaidade e o perfeccionismo. “Elas só aceitam começar quando tudo estiver perfeito. Por trás disso está a vaidade e o ego”, afirma.

Ela diz que isso é um erro. “Deve-se começar do que se tem, pois nunca seremos perfeitos”, enfatiza. “É uma questão de trajetória. É caminhando que se faz o caminho”, complementa.

PROCRASTINAÇÃO II

Concordo com o pensamento da notável psicóloga e escritora. Inclusive a história da vida dela é magnífica. Nada tinha. Foi à luta. Hoje tudo tem. 

E, às vezes, lamento ao perceber muitas pessoas talentosas, criativas e boa no que fazem “escondidas”. Apenas alguns notam. É que não arriscam alçar voos maiores. Sempre pensam que o que fazem tem que ser mais aperfeiçoado. Que não está como tem que ser. São, na verdade, obcecadas.

PROCRASTINAÇÃO III

Mas penso que também podem influenciar a baixo-autoestima “camuflada” pela vaidade. É que alguns até expõem o que fazem, mas discretamente. Não buscam nenhum tipo de apoio.  Desprezam o lado financeiro, porém superestimam os louvores. Os elogios que recebem são seus salários. E quando a aprovação é oriunda de uma pessoa gabaritada ficam ainda mais deslumbrados. Talvez só os psicólogos acreditem no que digo. E, também, quem sabe, somente eles, entendam essa gente que nada tem de ingenuidade. Pelo contrário. São muito conscientes.

Cito, ainda, a falta de humildade. Tipo alguém que na sua área teria que se aproximar das pessoas, mas se afasta. Evitam apertar a mão de um possível ‘aliado’. Das três uma: Timidez, insegurança ou orgulho.

E alguns se superam e conseguem ter uma porcentagem de tudo o que foi citado. Poderia mencionar outras situações. Penso, porém, que é melhor deixar quieto. É que pela minha experiência tenho quase certeza que alguns interpretariam erroneamente. Então é a tal coisa: Na dúvida não ultrapasse. 

PROCRASTINAÇÃO IV

Enquanto isso, outras pessoas, que não detêm nem 30% do potencial dessa gente, têm muito mais dinheiro, muito mais amigos, muito mais fama e, muito provavelmente, são muito mais felizes. E isso é por que se expõem e não se ocultam.

Mas, quem sabe, novamente, com o início de mais um ano, algumas pessoas se conscientizem dos seus potenciais e, pelo menos, tentem se mexer. Deus, na sua infinita sabedora e generosidade, concedeu um dom para cada ser humano. Desperdiçá-lo, ainda mais de maneira conscienciosa, é até pecado.

“Ter uma Ferrari e só mantê-la na garagem” é atitude de quem pode até ser inteligente, mas flerta com algum “POBREMA” como diz, propositalmente, meu grande amigo Dutra, de Carazinho, quando quer se referir a um caso inusitado, mal- esclarecido ou que cheira algum tipo de anormalidade.

SITUAÇÃO CAÓTICA I

A educação no Brasil há tempos vai de mal a pior. Em outubro, aqui, neste espaço, comentei que não há inovação. É continuísta. O ensino atual é o mesmo dos anos 1970. Sem contar dos inúmeros problemas que o ensino público enfrenta.

Mas a coisa está pior do que pensava. Nem vou comentar sobre o fato de nosso país estar entre os últimos colocados no ranking mundial do Programa de Avaliação Internacional de Estudantes (Pisa), ficando atrás, em certas disciplinas, de países como Costa Rita, Colômbia e Peru.

Setenta e três por cento dos alunos brasileiros de 15 anos de idade, conforme afirma o renomado analista, Rob Correa, não têm conhecimentos básicos. Isso significa que eles não têm condições de efetuar   operações simples como, por exemplo, sabendo que 1 dólar equivale a R$ 5,00 quantos reais valem 2 dólares.

SITUAÇÃO CAÓTICA II

Mas o problema não fica só na matemática. De acordo com Rob Correa, metade dos estudantes de 15 anos, no Brasil, não conseguem interpretar um texto. Concordo com o analista quando ele afirma que se o sistema educacional brasileiro não mudar da água para o vinho nosso futuro será tenebroso.

Se permanecer neste estágio, o Brasil levará 75 anos para chegar a média dos 38 países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em matemática. E, em leitura, pasmem, senhores e senhoras, o tempo será de 260 anos, conforme o analista, baseado num estudo do Banco Mundial.

Concordo plenamente com Rob Correa quando ele diz que a educação é tão importante para a economia por causa da produtividade. É que, comprovadamente, a população educada consegue produzir muito mais com muito menos. 

PERDA DE TEMPO

Nesta época várias pessoas “consultam” os ditos videntes - alguns dizem ‘viventes’ e outros, ‘vicentes’ -, e afins para saber o que o novo ano lhes proporcionará. E isso não envolve apenas os menos esclarecidos. Muita gente ‘culta’ também é adepta a essas crendices.

E muitas, independente da classe social, quando estão numa fase ruim recorrem aos “despachos” ou coisa do tipo, cuja os responsáveis não têm nenhum conhecimento intelectual, cientifico ou espiritual. Em muitos casos, o valor “investido” não é pouca coisa.

Tenho certeza que se a pessoa doar o dinheiro que gastaria nessa baboseira, praticando uma caridade e recorrer, com fé, a Deus, a probabilidade de obter êxito será imensamente maior.

Mas pior são os que se superam. São os que quando desejam ‘amaldiçoar’ alguém apelam para esses métodos burlescos.

ESTIMO-OS

A exemplo de outros, fiquei sabendo da caridade praticada por muitas pessoas em São Miguel neste Natal. E a grande maioria não pratica somente na data que celebra o nascimento de Jesus. É durante todo o ano.

Pessoas notáveis, que desfrutam de confortável situação financeira, cultas e bem vestidas, de agradável perfume, não tiveram preconceito de, além de entregar doações, abraçar pessoas menos favorecidas, que moram em barracos, onde em alguns casos a higiene é precária, além de algumas exalarem suor, mau cheiro, vestindo roupas sujas e assim por diante. Mas são seres humanos. Igual a quem nós.

Os praticantes de ações benevolentes são sublimes. Invejo-os, no bom sentido, e procuro me espelhar em suas admiráveis posturas.  Comportamentos exemplares.

EFEITO INVERSO

“O que vale é a intenção”. Isso, no meu entender, é bastante questionável.  Às vezes, no desejo de tentar ajudar alguém, a maneira de algumas pessoas não é a mais apropriada.

E isso, não raro, piorar a situação e até gerar consequências gravosas que podem, no mínimo, complicar a consciência de quem pesava que sua maneira de auxiliar era a mais adequada. Penso que se deve ter muito cuidado com isso.

NAS ENTRELINHAS

Nunca subestime alguém. “O cego pode não enxergar, mas escuta muito bem”. Acho que não preciso desenhar, né?  

TAPAR O SOL COM A PENEIRA

Você pode virar as costas para seus defeitos. Mas, fatalmente, eles o alcançarão pelas costas. A melhor alternativa, mesmo que requeira muito esforço e sofrimento, é assumir, encarar e, principalmente, livrar-se deles. 

E nada melhor que o começo de um novo ano para colocar dar o primeiro passo. Enfatizando que 2024 inicia na próxima segunda-feira e não depois do Carnaval. 

ABSURDO

Conforme notícia publicada na CNN Brasil, e outros meios de comunicação, a Câmara dos Deputados publicou edital de licitação para reformar 48 apartamentos funcionais destinados à residência dos próprios parlamentares. O documento prevê que as obras tenham custo de R$ 100 MILHÕES.

Lembro que a exorbitante quantia será paga por nós, contribuintes, por meio de impostos. Trata-se de dinheiro público. E o interessante é que a publicação aconteceu no apagar das luzes de 2023. Tipo assim, na “surdina”. Quando a população está mais preocupada com os festejos de final de ano e desligada das informações de Brasília. Consequentemente, não gera repercussão como poderia ocorrer se fosse em outra época do ano. E são apartamentos grandes e luxuosos. 

Entendo que isso está quilometricamente distante de ser prioridade para melhorar a vida dos brasileiros.

ERROS FAZEM PARTE

A vida proporciona possiblidades de erros. Podem ocorrer a qualquer hora, a qualquer um. Ninguém está imune de tropeçar nas pedras espalhadas pela estrada da vida. Mesmo tendo muito cuidado e atenção ao percorrê-la. Equívocos involuntários fazem parte.

Mas, independente disso ou daquilo, não se cobre, nem se culpe. “Mesmo que, talvez, o erro tenha sido apostar na alegria”.

TODO MUNDO SE ARREPENDE 

Inúmeras pessoas costumem dizer que “só se arrependem do que não fizeram”. Mentira. Duvido que alguém não se lamente por algumas situações.

Podemos não admitir aos outros, mas todos nós lamentamos por atitudes, decisões, enfim, seja o que for, que cometemos.  Alguns mais, outros menos.

Digno é aquele que se arrepende, repara o equívoco, quando possível, e, principalmente, não o repita.

Na foto: Da esq. p/ dir.: Júnior, Analú, a pequena Serenah, Bruna e Karis na noite de véspera do Natal. Em relação, ao Júnior Gayardo pretendo elaborar uma matéria sobre ele. Até o início da adolescência morou no interior de São Miguel. Sua trajetória é fantástica. Hoje reside e trabalha na Europa e está muitíssimo bem em todos os sentidos. Seu talento profissional é reconhecido por grandes empresários do Brasil e outros países. Está na cidade. Veio passar o Natal e réveillon

MAIS UM FERIADO

A partir do 2024 o Brasil terá mais feriado. É o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra que será comemorado todo dia 20 de novembro que, no próximo ano, será numa quarta-feira.

Lembro que novembro já há dois feriados. Dias 02 (Finados) e 15 (Proclamação da República). A proposta, que agora é lei, é de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

TRANSIÇÃO DA REFORMA TRIBUTÁRIA

A transição para o novo sistema tributário vai de 2026 até 2077. Só depois de 2077 será possível dizer que foi implementada integralmente, na prática. Pelo menos é o que foi divulgado do site do Valor Econômico.

E não fica só nisso. Entre 2026 e 2032 todas as empresas brasileiras vão ter trabalho em dobro para calcular, apurar e pagar os seus impostos.

Penso que se, de fato, isso for confirmado essa nova reforma não veio para simplificar, mas, sim, para complicar. Aliás, assisti várias entrevistas com especialistas na questão para tentar formular um comentário. Mas, por enquanto, prefiro não me manifestar.

Há muitas divergências. Opiniões diversas. De um lado, alguns garantem que a coisa vai melhorar. Outros afirmam o contrário e acrescentam que muitos ricos deixarão o país. Ainda há a questão dos impostos. Há quem diga que aumentarão contra uma parcela que diz que não.

O que percebi explicitamente é que mesmo se tratando de serem especialistas prestigiados - alguns, inclusive, emitem opiniões em meios de comunicação respeitáveis - é que quem defende é a favor do governo. Os contrários são oposicionistas. E a maior parte faz questão de demostrar.

APOSENTADOS E ESTUDANTES TERÃO SUPER DESCONTO EM PASSAGENS AÉREAS

Ainda na primeira quinzena de janeiro, por meio de medida do Governo Federal, as passagens aéreas, independente do destino, custarão, no máximo, R$ 199,00 para todos os aposentados e estudantes do Programa Universidade para Todos (ProUni).

VALOR MÍNIMO DE GELADEIRAS SERÁ DE R$ 5 MIL

Fabricantes de geladeiras, freezers e congeladores afirmam que a nova regra do Governo Federal, em relação a esses produtos, por meio de resolução do Ministério de Minas e Energia, que começa a vigorar em janeiro, eliminará 83% dos refrigeradores vendidos no Brasil. Isso, segundo empresários do setor, praticamente vai extinguir todos os modelos abaixo de R$ 5 mil. Hoje uma geladeira básica custa em torno de R$ 1,8 mil.

Conforme o Governo Federal, a medida visa mudar a eficiência energética destes eletrodomésticos e contesta os fabricantes, dizendo que suas declarações são inverídicas. É esperar pra ver. E rezar para que o “frigidér”, como diziam nas antigas, não vá pro pau.

SOBRE O MEU 2023

Por causa da perda da pessoa que mais amo na vida e algumas decepções, iria escrever que 2023 foi péssimo.

Quando comecei a escrever momento minha consciência lembrou que, por causa destas mesmas razões, o ano que se finda pode não ter sido o bom, mas não foi calamitoso.   

É que percebi que tenho amigos, não muitos, mas autênticos. Nunca imaginei que fosse tão venerado por tanta gente. Conheci pessoas sensacionais e convivi com outras espetaculares.  Dei-me conta que não sou 80, porém nem oito. Estou longe da perfeição, mas também não estou tão próximo da imperfeição. 

Depois de ‘véio’ aprendi - antes tarde do que nunca - que algo que tem tudo para dar certo, pode, em questão de momentos, inexplicavelmente, dar errado. E que ninguém é culpado por não ter acontecido aquilo que era para ter sido. E isso é bom, pois possibilita a nos dedicarmos a outros projetos. Mais importantes. Que muita coisa, no início, é ruim, mas o tempo demostra que foi bom. Que o entusiasmo é traiçoeiro.  Que devemos ser otimistas, porém realistas ao criarmos expectativas.

Que há muita gente dissimulada. Que nem sempre quem quer ajudar age de maneira adequada. Que em determinadas situações é preciso “se mandar valer”.  Independente das consequências. Aceitar e respeitar a posição de quem não nos aceita. Ninguém é obrigado a apreciar ninguém. 

Que cada um é dono da sua própria vida. Não permita que outras a comandem.  Acima de 16 anos ninguém é criança. Cada um é cada um. Que podemos fazer o que quisermos. Se for algo prejudicial que atinja apenas a si mesmo, jamais respingue em outras pessoas.

Não deixe que, por meio de conselhos, você não saia da zona de conforto. A vida é sua. Faça o que tem vontade. Não deixe que lhe sufoquem. Permita-se. Arrisque. Não viva na amargura por causa dos outros. Fique esperto. 

Que decepções fazem parte. Todos já decepcionaram e foram decepcionados. Mas o mundo não vai acabar por causa disso.  Tudo é aprendizado. A vida é assim. Parafraseando Celso Blues Boy: “As coisas são assim. Pra que se lamentar, se dentro de nós sempre brilhará. E toda esperança sempre existirá”.  

A morte é certa. Mas, conscientizei-me, que a dor é imensurável maior quando o pai e a mãe perdem um filho, invertendo a lei natural da vida, do que quando os filhos perdem seus progenitores.

E que, no fundo, a dor da perda pode ser dilacerante, mas, com o passar do tempo, nos damos conta que é bem menor do que, todos os dias, durante anos, presenciar um ente querido agonizando. E não poder fazer nada.

Sendo assim, tenho a dizer que 2023 foi diferenciado. Na faculdade da vida deste ano vivencie muitas situações     que me amadureceram e aprimoraram meu conhecimento. Mas sei que tenho muito o que aprender.

Sou grato as minhas  irmãs Mara, Rosane e Daléia e, também, à minha sobrinha Karis e meus sobrinhos Diego, Thomas e João Pedro. Todos vocês são para mim motivo de orgulho. Sempre foram honestos e nunca me desapontaram e, muito menos, desabonaram-me.

Sempre me defenderam e enalteceram minhas raras qualidades. Sempre acreditaram em mim, enfatizando minhas virtudes e me concedendo total atenção. E sei de tudo isso por meio de outras pessoas. Obrigado, de coração. E que eu, dentro de minhas possibilidades, consiga retribuir ao menos a metade.

E, claro, destaco aos meus amigos e amigas. São poucos. Mas são de fé. Algumas amizades são dos velhos tempos. Outras se fortificaram. Algumas surgiram recentemente, do nada, porém na hora certa. Falem mal de mim. Não me ofenderei. Ofendido ficarei se alguém tecer comentários que os desabonem.

Sou mais do que privilegiado por tê-los como amigos e amigas. Obrigado por existirem. Deus foi generoso comigo por ter colado vocês em minha vida. E a Ele muito agradeço por isso em minhas rezas. A gente não faz amigos. Reconhece-os. As pessoas aparecem em nossas vidas por acaso. Mas não é por acaso que algumas permanecem em nossas vidas.

 UM SUPER 2024 PARA TODOS

Segunda-feira começa um novo ano. E caberá a cada um de nós – e não ao destino – fazer com que passados 365 dias tenhamos motivos para comemorar.

Nada pode ser feito em relação ao passado. Ou melhor: Esquecê-lo. Lamentações não alteram e não contribuem em nada. E não dá ibope. Nós somos os melhores antídotos para nos livrar das nossas deformidades. 

A perfeição é inatingível, mas que todos se esforcem para chegar o mais próximo dela. Vamos tirar o ‘des’ da palavra desânimo e fazer nossa parte para que nossas esperanças se concretizem.

Que os brilhos dos fogos lembrem que todos nós, cada um à sua maneira, somos seres brilhantes. E iluminados pelo dom mais precioso que nos foi concedido: a vida. E que façamos o máximo possível para prolongá-la com saúde e serenidade.

Que sejamos humildes e generosos. Vamos banir do nosso dicionário da vida sentimentos nocivos como orgulho, rancor, vingança, avareza e tantos outros que nos impedem de evoluir e só nos deixam mal emocionalmente.

Perdoar aos outros e a nós mesmos. Não incorrer no mesmo erro. Que todos se convençam que precisamos evolucionar em tudo, mas, principalmente, na caridade e no amor ao próximo. Sejamos compreensivos.

Que digamos mais sins do que nãos. Mas, conscientes, que dizer não é necessário em diversas situações. Inclusive para o próprio bem daquele que nos pede algo. Principalmente dinheiro. 

Não nos esqueçamos que famílias é tudo. Vamos valorizar nossas amizades e fazer inúmeras outras. E que não precisamos ser amigos de quem nos prejudicou, mas nem inimigos. Lembramo-nos que o silêncio, na imensa maioria das vezes, é a melhor resposta e que o tempo, além de banir as dores emocionais, é o senhor da razão. De tempo ao tempo.

Tente. Lute. Quebre a cara. Comece do zero, mas não viva “só para cumprir tabela”. Alguns precisam assumir a direção de suas vidas. Nem que para isso haja enfrentamentos.  Saia da toca. Não jogue a toalha. Não desista. Persista.  

E, por fim, lembrando Guilherme Arantes: “Que a alegria da gente (em 2024) seja um rolo compressor em cima do silêncio”.  

 E COMO DISSE O ILUSTRE (o cafajeste)

O ano terminando e a única coisa que foi pra frente foi minha barriga.

HÁ DEZ ANOS

Iluminação pública, na rua Angelo Longhi, no Bairro São Luiz, em São Miguel, “só durante o dia”. Na realidade iluminação pública solar. Nesta semana, novamente, um morador denunciou o caso à Rádio Peperi. Ele disse que o maior problema é a insegurança. Citou, ainda, as constantes badernas que acontecem no local, perturbando quem reside por lá.

Não quero ser pessimista, mas em época de final/começo de ano e férias, calculo que a situação só será resolvida depois do Carnaval que, neste ano, será no dia 04 de março.  

Enquanto isso o jeito é ouvir a clássica canção ‘Águas de Março’, com Elis Regina e Tom Jobim, pois, pelo jeito, a ‘luz’ só brilhará no final do verão.  

O SOM

“Voe longe. Voe em direção aos sonhos que você há muito tempo deixou para trás”. Parte da letra de ‘Skyline Pigeon’ – Elton Jonh.

 

 

----------------------
Receba GRATUITAMENTE nossas NOTÍCIAS! CLIQUE AQUI
----------------------

Envie sua sugestão de conteúdo para a redação:
Whatsapp Business PORTAL SMO NOTÍCIAS (49) 9.9979-0446 / (49) 3621-4806

Cotações

Dólar Americano/Real Brasileiro

R$ 5,18

Dólar Americano/Real Brasileiro Turismo

R$ 5,36

Dólar Canadense/Real Brasileiro

R$ 3,77

Libra Esterlina/Real Brasileiro

R$ 6,46

Peso Argentino/Real Brasileiro

R$ 0,01

Bitcoin/Real Brasileiro

R$ 338.202,00

Litecoin/Real Brasileiro

R$ 420,00

Euro/Real Brasileiro

R$ 5,52

Clima

Segunda
Máxima 25º - Mínima 20º
Céu nublado com chuva fraca

Terça
Máxima 24º - Mínima 18º
Céu nublado com aguaceiros e tempestades

Quarta
Máxima 22º - Mínima 13º
Períodos nublados

Quinta
Máxima 22º - Mínima 10º
Céu limpo

Sexta
Máxima 23º - Mínima 11º
Céu limpo

Sobre os cookies: usamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.